PORQUE UMA MULHER COMO VOCÊ ESTÁ SOZINHA?

Categorias: Casa e Família, Casamento, Ciências Sociais Aplicadas, Cotidiano, Divórcio, Mulher, Notícias e Sociedade, Opinião, Relacionamentos
Tags:
Escrito por:
“O que uma mulher como você está fazendo sozinha?”
Já caí nessa cantada barata, há muitos anos e duas vezes.
Hoje não acho que seja cantada, pelo menos quando me perguntam e nem barata, custa articular todas essas palavras com um tom interrogativo!
MAS ATITUDES POSITIVAS E IDÔNEAS…SE UM DIA EU ACHAR, EU CONTO, bem depois…
De sábado para domingo fui “obrigada” a responder a questão duas vezes.
Na realidade respondi porque eu quis.
Primeira pergunta, que não é a que está em questão:
- E fulaninho?
- Não sei, não vi, deletei, não tinha nada a ver comigo.
Agora, vem a perguntas das criaturas do sexo masculino que conheci nesse final de semana.
PORQUE UMA MULHER COMO VOCÊ ESTÁ SOZINHA.
A  primeira vontade é responder: não sei fazer papel de idiota por muito tempo.
Mas fui bem educada e continuo tentando manter a linha…quando possível.
Respiro fundo, conclamo a professora de educação infantil que há dentro de mim, e explico da forma mais suave (obrigada dicionário Aurélio, porque ia dizer meiga e há piadas infames com o vocábulo).
Eis o discurso:
- Sou filha única, professora de educação infantil, advogada, ou seja, olhos e ouvidos treinados mais do que polígrafo, para detectar quaalquer mentira, expressão de dúvida, desapontamento, desaprovação, etc.
Meu pior mal é  a sinceridade: se eu te achar chato, esnobe, mal educado, conquistador, infantil, imaturo, vou dizer imediatamente.
Gosto de estar com pessoas que gostam das mesmas coisas que eu: música (nem sempre as mesmas pelo amor de Deus, e busquemos coisas novas e resgatemos as antigas) arte, leitura, um bom filme, ou comédia romântica bobinha de cotidiano só para rir, teatro, exposições, se você não gostar de tudo isso e mais um pouco, está descartado.
Gosto de ficar sozinha pensando na vida um pouco, e que não me incomodem nesses momentos.
Adoro sair para dançar.
Essas são as coisas boas.
As ruins: meus hormônios me causam crises de stress profunda, meu trabalho, o principal também, moro com meus pais e tia sexagenários, border colllie e papagaio, por enquanto e todos não são nada sociáveis.
NÃO COZINHO, NÃO ARRUMO BAGUNÇA MASCULINA E NEM A MINHA, enquanto não se tornar insuportável (a minha ,claro).
Tenho medo de dirigir, nem tanto por mim, mas pelos que possa vir a prejudicar.
Adoro ser mimada.
Sou extremamente comunicativa.
Tenho muitos amigos, de décadas, que já chegam agarrando, se você se ofender o azar é seu.
Detesto rodinhas femininas de festas onde o tema é: meu marido ganha x, comprei y, que espinha é essa no seu rosto? Porque você não fez as unhas hoje? ( Trabalhe como eu que você descobre, flor! (Mas na madrugada eu reparo por vontade própria e ninguém vê) Você  viu o peso de fulana? Que cabelo é aquele de ciclana? E variações que todas conhecemos.
Agora, me coloquem numa roda masculina, assuntos deliciosos: política, livros, impressões sobre o panorama mundial, aquele lançamento revolucionário que vai valer a pena, negócios, economia (não pão durismo) local, nacional e mundial.
Com os que tem aproach para falar, esclarecer, compartilhar e ensinar o que eu não saiba sobre o assunto.
Minhas amigas me dizem que eu assusto porque sou muito sincera.
Assusto mesmo!
Aí vem o final do assunto:
- Me dá seu celular e anota o meu.
E eu encerro da forma mais assustadora possível:
- Anote o meu, não tenho costume de ligar para homens, e, de vez em quando é bom um pouco de cavalheirismo, não?
E ainda me perguntam: PORQUE UMA MULHER COMO EU (na realidade esse como eu é sugestivo e quase imoral) ESTÁ SOZINHA?
E quem disse que estou?
Meus pensamentos, minhas, idéias, minhas ações, nunca me deixam sozinha.
E estar com alguém apenas para dizer : “sou aceita”, não tem nada a ver comigo.
APOSENTADORIA EMOCIONAL JÁ!
Gy Camargo

Sobre Feed do Autor

Divagações, observações, conclusões e opiniões. Textos jurídicos,educativos,humorísticos,reflexivos, musicais e informativos.

8 comentário para “PORQUE UMA MULHER COMO VOCÊ ESTÁ SOZINHA?”

  1. Edney diz:

    Texto muto bom. Leve e irônico.
    Mas … e as características físicas? Poderiam ser a resposta ao questionamento, mas, obviamente o “como você” não seria sincero.
    A opinião sobre o papo feminino reflete a realidade, mas é dificil ser dito por uma mulher. Seria a Gy um homem?
    O que uma mulher como você está escrevendo sozinha?
    Sugestão de leitura: neste site: negritude na literatura e na vida.
    Abraços e … continue escrevendo, quem sabe não nos encontramos nas páginas da vida.

    Edney

  2. Gy Camargo diz:

    Edney, adorei seu comentário.
    Características físicas não são o problema. Ou até podem ser, uem sabe: uma mulher negra, que todos dizem que é lnda e o espelho confirma nos dias de bom humor, ou nos dias “vestida para matar” mas com discreção. Causa aquele histórico fetiche, mas a decepção pode vir quando falo: português correto, conhecimentos politicos, filosóficos, jurídicos e educacionais….acho que pensam…hum…é fria, com essa não dá para brincar nem fazer de idiota.
    A Gy é uma mulher!!!! Essa foi a melhor que ouvi…nunca duvidaram da minha feminilidade.
    Lerei o site.
    Abraços, mo escrever, certamente nos encontraremos nas páginas da vida.
    Consegui me explicar?

  3. Rossana diz:

    Gy, adorei seu artigo, pois me identifiquei muito com ele!!! Tenho 44 anos, sou profissional da área de Marketing, divorciada há 10 anos e ouço constantemente esse jargão: “Por que uma mulher como você está sózinha??”… Dá vontade de dizer: “é porque só me aparecem idiotas como você!!!”….rs
    Mas, como você mesma disse, temos que primar pela educação acima de tudo.
    Mas valeu! Continue escrevendo. beijos

  4. Ricardo Ribeiro dos Reis diz:

    OI Gy, muito bom seu artigo, sou um homem de 60 anos de idade mas aprendi muito com voce a respeito do universo feminino, precisamos respeitar mais as mulheres, parabéns!

  5. Gy Camargo diz:

    Olá Ricardo.
    Fico muito feliz em saber que uma indignação antiga rendeu bons frutos e uma reflexão em uma pessoa madura. Salvou-se uma alma do purgatório…
    Brincadeiras à parte, obrigada, e, se quiser saber mais do universo feminino e outros universos, procure em seu buscador: Livre,Pensadora, Ativa e Feliz.
    Até mais.

  6. Eliane diz:

    Até gostei do texto, esse tipo de pergunta rola o tempo todo pois as pessoas se acham na obrigação de perguntar coisas inadequadas, eu até gosto quando fazem perguntas absusrdas, para dar a resposta de acordo com a tamanha xeretisse de certos curiosos e maldosos. Um abraço p vc.

  7. Gy Camargo diz:

    Obrigada por até gostar do texto Eliane, sei que foi mal escrito
    Hoje eu vejo (que vergonha!)
    Está cheio de erros de gramática, mas estou me tratando do mal de escrever correndo e postar.
    Eu também acho que as pessoas que não tem muito o que contribuir com o mundo são as que mais se ocupam de perguntas inadequadas.
    Um abraço e um ótimo 2011!
    Gy
    http://twitter.com/gylivre

  8. Gy Camargo diz:

    Gente, esqueci o principal!
    Não estou mais só..
    Mas é melhor não falar muito, percebi que o sigilo cibernético é um dos segredos para os relacionamentos darem certo.
    Bjks,
    Gy
    http://twitter.com/gylivre

Deixe seu comentário

Serviço 100% gratuito

Escreva artigos com facilidade e ferramentas divertidas de usar

Aumente sua credibilidade pessoal e reconhecimento

Conquiste novos clientes mostrando seus conhecimentos