Principais características que propiciaram o surgimento da Geografia na Alemanha

Categorias: Geografia, Opinião
Escrito por:

Fale sobre as características que propiciaram o surgimento da Geografia na Alemanha:

  • Históricos
  • Territoriais
  • Políticos

A Alemanha foi o país com problemas sociais históricos, isto é, seu poder interno se encontrava disperso por várias unidades confederadas, principalmente entre a Áustria e a Prússia, assim como, atritos políticos e sociais e, sobretudo, territoriais na sua racionalidade, de busca / disputa pelo poder em consenso, vista e expandindo os pensamentos geográficos no seu processo de unificação (Confederação Germânica). Então, as características que proporcionaram os principais e notáveis contribuições para uma Geografia sistematizada, nasceram no seu processo histórico, da constituição do Estado / Nação da Alemanha, pois devido a necessidade de acompanhar as dinâmicas políticas ao seu redor, a Alemanha cresceu, isto é, usufrui de fatores da Geografia para desenvolver sua organização como unidade, marcada pela identidade e fusão prussiana dos germânicos. Estão, foi com as intencionalidades geográficas da Alemanha, que houve as primeiras evoluções concretas do pensamento geográfico.

Nesse sentido, a Alemanha se ver obrigada a recorrer às abordagens geográficas recém elaboradas, para se manter numa competição com outras européias, país forte hegemônico, militar e politicamente, no intuito de expandir seu território e suas ideologias (seus ideais), para aumentar suas áreas de domínios e, por conseguinte, seu crescimento econômico que propaga o progresso e a civilização.

Sem dúvida, os andamentos da Alemanha como precursora, de fundamentais pensamentos geográficos, estão ligados aos acontecimentos ocorridos na Europa e no mundo, como: conflitos territoriais entre impérios, o sistema feudal, o Iluminismo da França, assim como, as Grandes Navegações, o Colonialismo e o Imperialismo, que, no entanto, a Alemanha não foi à pioneira em nenhuma das imposições destacada. Mas, esteve presenciando estes acontecimentos diretos ou indiretamente e, sobretudo, usando as noções geográficas nas duas (02) grandes guerras do mundo, com o crescente uso das técnicas cartográficas.

Daí, revelando a importância de sua organização territorial e sociopolítica dentro de suas carências que, foram reconstruídas pelo uso e percepção dos pensamentos geográficos, usados como sua defesa e, intrinsecamente, como a arma da manutenção de sua intencionalidade política e social, pois, faz parte dos domínios da Geografia, a análise dos espaços, que se materializam nos agentes da sociabilidade, a saber, a ascensão das modalidades capitalista, do comércio e do lucro.

Porque, antes das preocupações territoriais desse país, que enriqueceu a Geografia moderna, isto é, antes do século XVIII, os conhecimentos geográficos não tinham uma continuidade padrão e notável, em suas formulações e orientações, nas coerências empírica e epistemológica das ciências reducionistas.

Portanto, as elaborações seguras dos conhecimentos geográficos, ocorreram mais ou menos, no início do século XIX, como fruto das ilustrações e diversos fatores vindos dos pensadores geográficos da Alemanha e, por conseguinte, da França, crescendo assim, a Geografia junto com os desenvolvimentos autônomos e particulares da Alemanha neste período, ou seja, porém, dentro da evolução das relações capitalistas de produção, sabendo que as vigorosas relações capitalistas penetraram em atraso neste país.

Dentre os autores e pensadores da significação da Geografia de origem alemã e prussiana, temos: Friedrich Ratzel, com os pensamentos geográficos do antropocentrismo, ou mesmo antropogeografia, pois legitimou as ramificações expansionistas do Estado alemão recém-construído. Dando início a Geografia Humana e, considerando-a, como o estudo das influências que as condições naturais exercem sobre a humanidade, porque a sociedade se organiza para defender o território, daí ele faz uma associação entre o território e o povo e, elabora, por conseguinte, as peculiaridades do conceito do “espaço vital”, que representa uma dramatização do equilíbrio entre a população, na posição de sociedade civilizada, e os recursos naturais e de conhecimentos para um protecionismo territorial, que reduz o homem a um animal. Portanto, Ratzel foi um grande influenciador dos pensamentos geográficos, tendo vários discípulos como, por exemplo: E. Semple e E. Huntington, mostrando a ramificação do pensamento geográfico em outras áreas do mundo inspirado nele, nesse sentido, de avaliação da importância do peso das obras de Friedrich Ratzel, o mesmo levantou considerações, também, na Geopolítica e nos primeiros pensamentos ambientalistas, que conecta o homem aos fundamentais elementos paisagísticos que ele se insere.

Também temos, como protagonistas das características que proporcionaram o surgimento da Geografia e seu pensamento como ciência na Alemanha, sobretudo, da Geografia moderna, as obras de Alexandre von Humboldt e de Karl Ritter, para os entendimentos efetivo das dinâmicas de todo o planeta, sabendo que Alexandre von Humboldt ou Humboldt, abordava e registrava os pensamentos geográficos, a avaliando a flora, nos diversos biomas, isto é, de forma mais botânica possível. E, já Karl Ritter, de forma mais humanizada, isto é, observando o homem e suas ações como fator que determina a identidade de um espaço geográfico.

Contudo, é na Alemanha e na sua unificação que encontramos os precursores iniciais e, as características da riqueza do pensamento geográfico, vinda não, em um momento de acaso, mais sim, dentro do contexto histórico de precisão / necessidade e, de defesa / organização do mesmo. Criados por alemães esclarecidos e preocupados em melhor compreender seu meio e de outros lugares, ou seja, o espaço / arena da disputa de poderes, onde desenvolveram as noções, das constantes influências sociais na natureza, em forma de espiral, trazendo variados protecionismos e exclusões.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Morais, Antonio Carlos Robert. A Gênese da Geografia Moderna. Editora: HUCITEC, São Paulo, 1989.

Feito por Rafael Brito dos Reis

http://lattes.cnpq.br/5828207513252978

E-mail: [email protected]

Sobre Feed do Autor

Rafael Brito dos Reis é professor de Geografia. http://lattes.cnpq.br/5828207513252978

5 comentário para “Principais características que propiciaram o surgimento da Geografia na Alemanha”

  1. priscila diz:

    quero alguma coisa faciosobre caracteristicas da ciencia mas algo curto ok

  2. Roberto Ferrari diz:

    tem algumas coisas escritas erradas e falta de concordância em seu texto mas mesmo assim obrigado me ajudou muito

  3. Rafael Brito dos Reis diz:

    Olá senhor Roberto Ferrari

    Primeiramente o saúdo, por conseguinte, peço perdão pela minha falta de atenção na redação, foi à correria no digitar, porém, agradeço pela crítica construtiva, prometo que minha futura publicação irá salientar exposições melhores e, sobretudo, ser um texto mais conciso e concordante. Enfim, fico feliz por ter de ajudado com algumas considerações referentes ao surgimento da Geografia na Alemanha.

  4. Keeila diz:

    Professor ! :)
    Passando aqui pra fazer o trabalho que o senhor mando ! hehe
    bjo !

  5. Josue Rodrigues diz:

    Rafael estou concluindo o curso de geografia, estou na fase final e preciso de ajuda para fazer o meu tcc. O tema no qual escolhi foi: Geografia e historicidade.

Deixe seu comentário

Serviço 100% gratuito

Escreva artigos com facilidade e ferramentas divertidas de usar

Aumente sua credibilidade pessoal e reconhecimento

Conquiste novos clientes mostrando seus conhecimentos